terça-feira, 21 de janeiro de 2014

Gótico - Quarta Parte



Nesta postagem, abordarei um pouco o modo de se vestir na Subcultura Gótica. Então, vamos lá!

A estética no mundo gótico, é como um leque, é dividido em várias partes, mas uma depende da outra. 


Temos o estilo mais Tradicional, que se destacou nos anos 80 por sua atmosfera de revoltas e demonstração do seu próprio eu e é composto por meias rasgadas, peças em sintético, corselet, sobretudos, botas/coturnos e pingentes com símbolos como cruzes. 





No Vitoriano, estilo caracterizado pelo luto da rainha vitória, neste, apresentamos os corselets, longos vestidos rodados, sobretudos, cartolas e botas em um estilo mais clássico.





Abrindo mais o leque, teremos o Death Rock, onde há em sua estética, meias rasgadas, bottons, coturnos, cabelos  coloridos e toda aquela agressividade mais ligada ao punk e ao horror.  Já a estética Fetichista, é mais ousada, como seu  próprio nome já diz, apresenta elementos presentes em fetichismo, como algemas, blusas transparentes com apenas fitas  isolantes cobrindo apenas os mamilos, correntes, botas em sintético com o cumprimento longo, etc.






No Japão, em meados dos anos 80, foi criado um estilo chamado Lolita, que faz referência ao que chamamos de "fofinho". Em meio a este estilo de estética japonesa, foi criado o Loli Goth, visual onde a maioria das roupas são voltadas para mulher e geralmente seus vestidos tem 2 cores ou tons pastéis e seu comprimento está na altura do joelho. Também é usado sandálias bem altas ou sapatilhas no visual.





Já no Cyber, as características são cabelos ou dreads com cores vibrantes, roupas em sintético e botas em pelúcia.





Há algumas pessoas que pensam que a Subcultura Gótica é apenas para mulheres, isso por conta da valorização da sensibilidade e a presença da androginia neste meio. Mas para você, que faz ou conhece algum garoto que faz parte do mundo gótico e não faz ideia de como se vestir, aqui tem algumas dicas, das quais você pode seguir ou juntar tudo e montar um estilo próprio, é só clicar : Moda Gótica Masculina.





Como já foi dito, nada será extremamente abrangido, até porque falta muita coisa aqui,  pois este é apenas um texto para explicar um pouco da subcultura gótica. A quantidade de jóias prateadas espalhadas pelo corpo e roupas sempre apareceram na subcultura, mas sua variedade aumentou durante os anos 90, especialmente com a popularização dos piercings.

2 comentários:

  1. Eu não sou gótica, em certos pontos. Mas é uma cultura interessante e que prega o que eu mais gosto, ser diferente. Parabéns pelo blog, curto muito e adoro ler suas postagens! Beijão

    ResponderExcluir