domingo, 15 de outubro de 2017

Resenha - Exorcismo.


O livro ''Exorcismo'', escrito por Thomas B. Allen e lançado pela editora Darkside Books em 2016 é a adaptação dos escritos de Willian Petter Blatty em ''O Exorcista', lançado em 1971 nos Estados Unidos e em 1972 no Brasil. 

Possuindo uma cruz desenhada em auto-relevo, que causa sensação de aspereza quando tocada e alguns detalhes que lembram arranhões feitos por unhas, a arte de capa já encanta o leitor que é apegado em literatura de terror.
Abrindo o livro podemos ver uma Tábua Ouija impressa acompanhada com uma Planchette que pode ser usada como marcador, lembrando que o livro já tem seu próprio marcador de cetim.


No prefácio o autor relata sobre o filme ''O Exorcista'', que também foi adaptado da literatura de Willian Peter Blatty, e todo seu sucesso. Conjuntamente relata a forma de como o autor chegou até a cópia do diário que conta cada fase da árdua jornada com a família Mannheim e que esteve escondido por muito tempo, mas foi descoberto por intervenção do destino.

Após isso temos o capítulo chamado ''Quem está aí?'', que fala sobre o início da história de Robert Mannheim, um garoto de 14 anos prestes a ser possuído por uma entidade demoníaca e sua tia Harriet, uma mulher espírita, que sabendo do fascínio do garoto por jogos o apresentou o tabuleiro Ouija, pois acreditava na comunicação com almas desencarnadas.

Coisas estranhas passaram a acontecer após o contato de Rob com o tabuleiro e é aí que a trama realmente inicia. Gritos, rangidos, batidas e arranhões começam a assustar a família Mannheim e com esses eventos acontecendo frequentemente são envolvidos no caso pastores, padres e psicólogos, todos passando por experiências assustadoras.


Ao contrário de Blatty, que moldou suas investigações em romance, Allen fez tudo de forma jornalística, separando a obra não só por capítulos, mas por datas, sendo que essas são confirmadas no diário do padre Walter Halloran, participante do exorcismo. Os acontecimentos excêntricos  descritos no livro não saíram da minha cabeça tão cedo.

A obra foi elogiada pelo casal de investigadores paranormais  Ed e Lorraine Warren, que resolveram muitos casos malignos, como o de Amityville. Parecendo ficção, o documentário envolve o leitor a cada página, acredite ele em fenômenos sobrenaturais ou não.

Nenhum comentário:

Postar um comentário