terça-feira, 21 de janeiro de 2014

Gótico - Quarta Parte



Nesta postagem, abordarei um pouco o modo de se vestir na Subcultura Gótica. Então, vamos lá!

A estética no mundo gótico, é como um leque, é dividido em várias partes, mas uma depende da outra. 


Temos o estilo mais Tradicional, que se destacou nos anos 80 por sua atmosfera de revoltas e demonstração do seu próprio eu e é composto por meias rasgadas, peças em sintético, corselet, sobretudos, botas/coturnos e pingentes com símbolos como cruzes. 





No Vitoriano, estilo caracterizado pelo luto da rainha vitória, neste, apresentamos os corselets, longos vestidos rodados, sobretudos, cartolas e botas em um estilo mais clássico.





Abrindo mais o leque, teremos o Death Rock, onde há em sua estética, meias rasgadas, bottons, coturnos, cabelos  coloridos e toda aquela agressividade mais ligada ao punk e ao horror.  Já a estética Fetichista, é mais ousada, como seu  próprio nome já diz, apresenta elementos presentes em fetichismo, como algemas, blusas transparentes com apenas fitas  isolantes cobrindo apenas os mamilos, correntes, botas em sintético com o cumprimento longo, etc.






No Japão, em meados dos anos 80, foi criado um estilo chamado Lolita, que faz referência ao que chamamos de "fofinho". Em meio a este estilo de estética japonesa, foi criado o Loli Goth, visual onde a maioria das roupas são voltadas para mulher e geralmente seus vestidos tem 2 cores ou tons pastéis e seu comprimento está na altura do joelho. Também é usado sandálias bem altas ou sapatilhas no visual.





Já no Cyber, as características são cabelos ou dreads com cores vibrantes, roupas em sintético e botas em pelúcia.





Há algumas pessoas que pensam que a Subcultura Gótica é apenas para mulheres, isso por conta da valorização da sensibilidade e a presença da androginia neste meio. Mas para você, que faz ou conhece algum garoto que faz parte do mundo gótico e não faz ideia de como se vestir, aqui tem algumas dicas, das quais você pode seguir ou juntar tudo e montar um estilo próprio, é só clicar : Moda Gótica Masculina.





Como já foi dito, nada será extremamente abrangido, até porque falta muita coisa aqui,  pois este é apenas um texto para explicar um pouco da subcultura gótica. A quantidade de jóias prateadas espalhadas pelo corpo e roupas sempre apareceram na subcultura, mas sua variedade aumentou durante os anos 90, especialmente com a popularização dos piercings.

segunda-feira, 13 de janeiro de 2014

Gótico - Terceira Parte


Falando um pouco sobre os subgêneros presentes na Subcultura Gótica.


A expressão da insatisfação dos jovens com as normas sociais estabelecidas, levou gerações a escreverem músicas com 
letras que enfatizavam a repressão social. 

Foi da mesclagem do Punk rock, Glam rock e Krautrock com várias expressões artísticas como a literatura e 
fetichismo que surgiu o Pós Punk


Algumas de suas características são: Lirismo; Melancolia; Androginia; Poética perturbadora e Delírio através da visão metropolitana.

Algumas bandas: The Cult; Bauhaus; The Cure; Joy Division; X Mal Deutschland; Siouxsie & the Banshees.

Não só o Post Punk é ligado ao gótico, mas também:




> O Death Rock - Tem a sonoridade pulsante do punk rock, mas suas letras relatam humor negro, introspecção, 
insatisfação social e horror. Depois do clube BatCave, o Death Rock e outras musicalidades consideradas góticas 
ficaram mais conhecidas.

Algumas Bandas: Cinema Strange; Alien Sex Friend; 45 Grave; Christian Death; Speciemen

> O Industrial Rock - Gênero que mistura o som de guitarras distorcidas a rapidez do punk e introspecção do pós-punk com
baterias eletrônicas. Esse gênero (Industrial Rock), foi responsável pela criação do Industrial Metal.


Algumas Bandas: Einstürzende Neubauten; The Birthday Massacre; Zombie Girl; Skinny Puppy.




> A Dark Wave - Dark Wave foi um termo ultilizado para denominar as bandas que foram iniciadas no fim dos anos 80 que 
tinham um caráter sombrio e experimental e eram associados a Neue Deutsche Welle.

Algumas bandas:  Clan of Xymox, Dead Can Dance, The Crüxshadows, Bluengel, Diary of Dreams; Hocico.


É importante ressaltar que a banda alemã Lacrimosa pertence ao darkwave que experimenta a mesclagem de instrumentos 
clássicos em seu som,  por isso ela é classificada como metal sinfônico em vários lugares, as vezes até Gothic Metal, sendo que este é apenas um
nome que a mídia usa para divulgar algumas bandas que possuem vocais profundos e abordam temas sombrios.







> O CyberGoth  - Estilo musical caracterizado pelo futurismo, onde se destacam temas em que a maquina dominará o 
homem e este já não conseguirá viver mais sem ela. A Eletronic Body Music e música industrial moderna demonstram  
bastante talideia. 

Algumas bandas: Noisuf-X; Combichrist; Phosgore; Assemblage 23; Snakeskin

> O ElectroGoth - Neste gênero, teclados e sintetizadores são os instrumentos mais importantes. É uma junção bem vista
da música eletrônica com o rock, especialmente o pós-punk.

Algumas bandas: VNV nation; Tears for Fears; Covenant.


Existem outras formas musicais que fazem parte do movimento gótico, mas assim como a estética, são muitas para serem 
aqui citadas.


Gótico - Segunda Parte


Como foi iniciado o movimento gótico?

O movimento gótico começou no fim dos anos 70 com a mistura da sonoridade anárquica a experimentalismos e elementos de introspecção. Este estilo subcultural se apropria de vários gêneros musicais como seu principal
veículo de divulgação, mas nem por isso, as artes visuais e literatura deixam de ser valoziadas.

Assim como as outras cenas vem se modificando até hoje em diferentes formas de arte, a subcultura gótica, que é  um grupamento social relativamente independente, onde seus membros buscam trocar ideais, também não fica de fora, por isso que, como muitos dizem por ai, não podemos afirmar que o verdadeiro gótico é apenas dos anos 70/80.






Além da música, há algo mais que os góticos apreciam?

As pessoas adeptas a subcultura gótica, valorizam a cultura que tenham efeito permanente, isso explica o por que das  poesias aparecerem de um modo forte neste "presente decadente".

Tanto no cinema quanto na literatura, a polêmica em torno das coisas sobrenaturais e a estética do horrível, relatando experiências genéticas, se fazem presentes neste meio subcultural. Um exemplo disso é Frankeinstein, que aparece em quarto lugar como personagem de cinema mais filmado até hoje.

O romance também é altamente valorizado pelos góticos, pois nele há a introspecção, que foi citada no início do tema aqui abordado, a sensibilidade e a exploração do lado menos agradável da vida, mas não o menos real É importante lembrar que, os góticos dão valor à introspecção, mas isso não significa que eles são totalmente introspectivos, muito pelo contrário, a maioria deles costumam demonstrar o que sentem.

Dicas de autores:
Edgar Allan Poe; 
Bram Stoker; 
Charles de Baudelarie;
Lord Byron

Dicas de filme:
Drácula de Bram Stoker - Romance; 
Frankeinstein de Mary Shelley - Ficção científica; 
Nosferatu - Horror; 
Gabinete do Doutor Caligari - Suspense.

*Os filmes de Tim Burton também abordam e muito a temática gótica.

domingo, 12 de janeiro de 2014

Gótico - Primeira Parte


Saudações leitor! Faz muito tempo que eu não escrevo aqui no Alba Lupus, pois, tenho estado sem criatividade, para dizer a verdade, ainda estou, mas voltei para publicar um texto que estava em meus papéis e passarei para o blog.
O texto trata-se de um brevíssimo resumo sobre a Subcultura Gótica e será dividido em postagens para não ficar muito cansativo, assim, você pode escolher um tópico para cada dia sem se cansar. Então, vamos ao que realmente importa! Os portões estão abertos!

 Primeira Parte: Explicando o que significa Gótico.



Da onde surgiu o TERMO GÓTICO?


O termo gótico vem da palavra Gotticus, que significa "aquilo que pertence aos godos". Os godos eram um povo que tinham língua e costumes diferentes do povo  romano, por isso não eram considerados "Puros".
Você deve estar se perguntando o por que desse termo ser relacionado com um estilo de vida contemporâneo. A Subcultura Gótica carrega esse nome porque, assim como os godos naquela é pouca, ela é uma cultura diferente 
das demais e também com o passar do tempo, o significado do termo gótico foi aumentando. Hoje ele também está relacionado ao sombrio e sobrenatural.


Então tudo que é obscuro é gótico?


Nem tudo que é sombrio ou profundo pode ser chamado de gótico, mas a obscuridade é um tema presente em meio a 
membros deste mundo, especialmente porque, o gótico se apropria de várias extravagancias artísticas como o 
expressionismo. As maquiagens com traços negros acima de rostos pálidos na estética e vocais profundos, mostram 
como os góticos querem chamar  a atenção para seus sentimentos, coisa que eles não gostam de esconder.