domingo, 7 de agosto de 2011

Vampirismo

A ideia de beber sangue surgiu quando o homem descobriu que o sangue era fonte de vitalidade.
A crença em vampiros surgiu há muito tempo atras e existem lugares que ela vive até hoje. O vampiro recebe vários nomes a depender da região que você esteja. Na China ele é chamado de Giang Shi (O Demônio que Bebe Sangue).
Descrições de vampiros são encontradas nas antigas cerâmicas da Babilônia anos antes de Cristo. . A idéia de vampiro supõe o conceito oriental do eterno retorno, ou seja, um vampiro não pode ser destruido, ele volta em outras formas.
Os vampiros tiram sangue de uma pessoa para viver, mas se ele morder a vitma e não completar o processo, a própria vitma vira um morto-vivo (Vampiro).

''A prova de que os vampiros foram considerados essencialmente femininos, sem órgãos masculinos, vem de Santo Agostinho e dos primeiros padres da Igreja. Agostinho escreveu que os demônios tinham imortalidade corporal e paixões como seres humanos,mas não podiam produzir sêmen. Em vez disso, eles juntavam sêmens dos corpos de homens reais e os injetavam em mulheres adormecidas para engravidá-las. São Clemente testemunha que os demônios têm paixões humanas mas "não órgãos, assim eles se voltam para os humanos para usar seus órgãos. Uma vez exercendo o controle desses órgãos, podem obter o que querem".

''A crença em mortos ambulantes e vampiros bebedores de sangue talvez nunca desapareça. Foi só no século passado 1823, para ser exato , que a Inglaterra pôs fora da lei a prática de enterrar estacas no coração dos suicidas. Hoje é na Transilvânia que a lenda dos vampiros tem seu apelo mais forte.''

Praticas ortodoxas de ex-comunhão, faz mais forte a crença no Vampiro. Quando os padres colocavam uma ordem de ex-comunhão, eles amaldiçoam a pessoa com palavras do tipo ''A terra não receberá seu corpo'', que é o mesmo que dizer ''Quando seu corpo morrer você não voltará ao pó, sua alma não descansará em paz e Deus não irá lhe receber''.
Os ortodoxos que se converteram ao catolicismo romano são condenados a vagar pela terra, e por isso o tão conhecido Drácula foi condenado. Drácula se converteu ao catolicismo quando estava perto do fim de sua vida. ''Abandonou as praticas iluminadas ortodoxas e aceitou a escuridão''. Depois disso se tornou um morto-vivo (Vampiro).

Na Romênia, a crença da vários nomes para vários vampiros.
Strigoai (macho) é aquela criatura demoníca que pode tomar forma de um cachorro, um passáro ou um lobo e chupa sangue de crianças durante a noite, pois ele dorme de dia e precisa se nutrir após o descanso.
Strigoaica (fêmea) é aquela criatura demoníaca que destrói casamentos e colhetas e impedem vacas de dar leite, além de provocar doenças que levam a vitima a morte.
Pricoli é um Vampiro que pode aparecer na forma de um humano ou de eum lobo.

Tudo o que era produto medicinal era considerado magia branca, e a magia branca sempre servia para afastar os espiritos ruins. Daí a idéia de que o alho é uma arma poderosa contra os vampiros e outros demônios.
Os Vampiros são contadores compulsivos, por isso que ao serem enterrados, pessoas jogam sementes de papoula pelo cemitério. Assim, se acontecer de o Vampiro escapar, ele vai contando e quando o dia chegar os raios solares o destruirão, porque não irá dar tempo dele voltar para seu caixão.
Por ser uma liga pura, acredita-se que a prata tem o poder de barrar vampiros, assim como lobisomens. Por isso, as cruzes e os ícones são em geral feitos de prata, mas para destruir definitivamente um Vampiro, é necessário enfiar uma estaca que deve atravessar o seu umbigo e/ou coração, fica mais facil faze-lo ao dia, pois o Vampiro estará repousando. Em alguns lugares como a tão conhecida Transilvânia, estacas de ferro aquecidas ao rubro também são usadas. Como garantia, o corpo do vampiro é queimado.


Como identificar um Vampiro:

·           Na Transilvânia, criminosos, bastardos, feiticeiras, crianças não batizadas e ex-comungados podem se tornar vampiros. O sétimo filho de um sétimo filho está condenado a ser vampiro.

·            Os vampiros têm medo da luz, e por isso é necessário fazer um bom fogo para afastálos, assim como tochas devem iluminar o exterior das casas.

·           Mesmo se você se tranca na sua casa, não está a salvo dos vampiros, uma vez que eles podem entrar pelas chaminés e pelo buraco da fechadura. Assim, deve-se esfregar a chaminé e as fechaduras com alho, assim como as janelas e portas. Os animais de criação devem ser também esfregados com alho para sua proteção.

·           Cruzes feitas de espinhos de rosas selvagens são eficazes para manter longe os vampiros.

·            Os corpos são exumados entre três e sete anos após o sepultamento; se a decomposição não é completa, uma estaca deve ser cravada no coração.

·           Se um gato ou outro animal demoníaco salta ou voa sobre o corpo antes que ele seja enterrado, ou se a sombra de um homem passa sobre o cadáver, o falecido pode ser um vampiro.

·           No folclore húngaro, uma das maneiras mais comuns de identificar um vampiro era escolher uma criança jovem bastante para ser virgem e sentá-la num cavalo de cor homogênea que também fosse virgem e nunca tivesse tropeçado. O cavalo era levado ao cemitério e solto entre as sepulturas. Se ele se recusasse a passar sobre um túmulo, ali poderia estar um vampiro.

·           É comum o túmulo de um vampiro ter um ou mais buracos pelos quais possa passar uma serpente, pois ela impedirá sua passagem. É bom acrescentar rosas com espinhos no túmulo.

·           Se o vampiro continua despercebido por sete anos, pode viajar para outro país ou a um lugar onde outra língua é falada e tornar-se humano outra vez. Ele pode se casar e ter filhos, mas todos se tornarão vampiros quando morrerem.


As atitudes em relação à morte e à vida foram sempre complexas para todos os homens, abrangendo ódio e amor, atração e repulsa, esperança e medo. A crença em vampiros é um modo poético e imaginativo de olhar a morte e a vida depois dela.

3 comentários:

  1. Legal queria ser um vampiro kkk" brincadeira

    ResponderExcluir
  2. Hm. Eu acho a história dos Vampiros, uma história muito legal, sou apaixonada por eles.

    ResponderExcluir
  3. A história deles é muito interessante, ainda mais porque cada povo tem uma denominação, um nome para eles... muito legal a postagem \o

    ResponderExcluir